Harper Collins Brasil Resenha

Resenha – Salva Por Um Cavalheiro

Vocês sabem que sou apaixonada por romances de época – tanto que estou escrevendo um – e nessa crise criativa, focada somente na minha história, adivinha quem não conseguiu desenvolver a resenha desse livro? Eu mesma. Eu detesto quando isso acontece e não consigo controlar, reli os trechos que mais gostei e na hora de sentar para escrever a resenha, não me saia uma palavra descente. Vocês também ficam frustrados com isso? Me sinto muito mal, porque aqui trabalhamos com prazos! E como vocês conferiram na outra semana a resenha de Conquistada Por Um Visconde, recebi esses dois livros da Harper & Collins e me sinto muito grata pela oportunidade, porque sempre ouvi falar da Stephanie Laurens e era muito curiosa sobre a escrita dela, porque já haviam me informado que era muito diferente das autoras mais famosas aqui no Brasil. E realmente é. Ela tem um ritmo, uma linguagem e um senso de trazer o humor na história completamente diferente das demais. Não chega ser como Eloisa James, mas é bom variar.

Salva Por Um Cavalheiro é a continuação da série focada apenas nas irmãs Cynster, Eliza fora sequestrada na festa de noivado da sua irmã Heather (protagonista do primeiro livro) e acorda algum tempo depois em um coche e ao passar um bom tempo recebendo um tratamento totalmente diferente que sua irmã recebeu em seu sequestro, ela decide que precisa escapar a todo custo, criando planos para enganar seus sequestradores e sendo bem mais histérica que sua irmã foi – impossível não comparar como as duas são bem diferentes, o que foi bem mais legal! E em uma das suas tentativas de fugas é reconhecida pelo cavalheiro Jeremy Carling, que a reconheceu depois de ter ficado encantado com a moça. E o livro passa quase todo, como o primeiro, nas beiras das estradas entre Edimburgo e Londres, com batalhas eletrizantes e eu ficando com raivinha do homem misterioso (não dá pra chamar de cavalheiro, né?) que deseja pegar uma das irmãs a todo custo.

Eliza me conquistou muito mais que Heather. Ela é um tanto mais dramática, mas não ignora o perigo e não ficou o tempo todo enrolando o mocinho, que por sinal, foi muito doce, ele era meio atrapalhado, de longe poderia interpretar um herói, foi se descobrindo como um homem valente e ela descobrindo a sensualidade, seu senso de opinião e foi tão gostoso observar esse desenrolar dos dois, que no começo ainda agiam timidamente ao redor do outro. Como tive dificuldade de me adaptar a escrita da autora no primeiro livro, o segundo fluiu com muito mais facilidade, só reparei que estava bem na leitura depois de várias páginas após o meio do livro e terminei no meio da madrugada com aquela sensação de leiturinha gostosa de diazinho frio. Quem ama romances de época e quer sair do padrão de autoras que está acostumada, recomendo abrir o leque. Tenho lido muitas autoras “diferentes” e cada vez entendendo mais sobre o período, as vestimentas e a minha paixão aumenta ainda mais.

Salva Por Um Cavalheiro foi publicado aqui pela Harper Collins Brasil, com uma diagramação padrão, páginas que não são extremamente brancas e nem tão amareladas, uma capa bem bonita (mas que a descrição não condiz com a personagem principal, o que vem se tornando bem comum por aqui e lá fora também) e não encontrei nenhum errinho de tradução que gostaria de compartilhar. Vale o custo benefício pelo exemplar físico, a história e a gostosura que foi ler tantos pontos de vista na terceira pessoa sem que seu cérebro desse um nó no meio do caminho. Curti bastante e recomendo, dou quatro estrelinhas – porque cinco eu ainda não encontrei nenhum! Amei mesmo e já até reli uns trechos! Uma boa dose de romances de época para vocês também. Não esqueça de comentar aqui o que achou da resenha e do livro!

You Might Also Like