Destaque Empreendedorismo

Por que é importante planejar seu negócio?

Sei que falar sobre emprego e dinheiro, na atual condição caótica do país é simplesmente o mesmo que colocar o dedo na ferida e pressionar, mas eu sei que muita gente tem o sonho de ter seu próprio negócio. Enquanto uns facilmente se adaptam ou necessitam da rotina de um emprego fixo, existe outras pessoas por aí, como eu, que são voltadas para a criatividade, comunicação e arte e que tem muita dificuldade de se encaixar nesse padrão de funcionário do mês e facilmente se sufocam porque nossas mentes criativas funcionam muito diferente das demais. Eu achava que meu problema era preguiça, falta de atenção, descaso e acreditava nas palavras que diziam que eu era “vagabunda” (peguei pesado, porém, sei que tem muitas que irão se identificar) e ao mesmo tempo ficava com aquela sensação de que eu queria trabalhar, queria produzir, criar, falar, ir em frente, construir algo do zero e vê-lo crescer cada vez mais. Eu não queria ficar encostada em nada, muito menos em alguém. Sei que você também pensa em ter seu próprio negócio, mas não acha possível. Tô aqui pra dizer que é sim. E não é um post publi, ok? Totalmente pessoal e motivacional.

Não sou o tipo de pessoa que posso dizer que nasci acreditando que o empreendedor criativo tinha um lugar no mundo. Na verdade, ainda sustento a teoria que se não fosse a redes sociais e essa mudança global em relação a internet, ainda seria muito dificil acreditar que realmente é possível fazer acontecer. Hoje é. E é preciso aproveitar o momento, para que o agora se torne um futuro lindo lá na frente. E vejo muitas pessoas batendo de cabeça por aí, como eu estava batendo de cabeça até pouco tempo atrás, ouvindo que era loucura e impossível realizar meus sonhos e por fim, quase aceitando todas as palavras negativas. Foi um processo que tinha que passar, para me fazer enxergar o tamanho da minha vontade, força e talento, porque mesmo muito triste e frustrada com os acontecimentos da minha vida e vou compartilhar a minha experiência profissional e como a falta de planejamento no meu negócio me deu consequências GRAVES e uma dor de cabeça que ainda não consegui resolver.

No final de 2015, sofri uma grande pressão no meu trabalho. Gostava muito dele, mas eu não tinha futuro ali, não só por não ser a minha área de formação, porque não era feliz e não tinha liberdade (fiz um vídeo tentando a bolsa do curso da Rafa Cappai e rolou um inquérito imenso – minha vida pessoal e meus projetos foram pisoteados porque outras pessoas não aceitavam que EU TINHA VIDA E DESEJOS FORA DO TRABALHO, obrigada!). Decidi sair quando estava pesado demais para suportar e eu me senti a pessoa mais fracassada do mundo, além de ter o desespero de me livrar de uma fofocada que se alastrou por toda minha família, me dando a sensação de que estava errada (e eu não estava) e com vergonha (é isso que a maioria das pessoas fazem, tentam te fazer enxergar aquilo que você não é ou não fez). Eu já tinha me formado em fotografia, com muito custo e não estava conseguindo realizar meu sonho de trabalhar com aquilo que amo. E na ânsia de não ficar sem dinheiro e querer pegar trabalhos para fazer meu nome e portfólio, pulei uma das etapas principais em um negócio de sucesso: o planejamento.

Eu sabia que estava errada em não sentar e organizar minhas ideias, legalizar meu trabalho, deixar de ser boba e confiar nos outros. Sabia, ignorei meus instintos e conhecimento, ansiosa – a ansiedade é totalmente prejudicial na vida de um empreendedor, seja criativo ou não. O resultado? Tenho um problema sério com um dos clientes dessa época, que, depois de muito estresse, muito e-mail, muito desaforo dito, ainda não consegui resolver (mas finalmente já tenho o que preciso para encerrar essa história). Acabou que eu queria tanto fazer meu nome e fiz, de forma negativa, apesar de não ter culpa em tudo que aconteceu, entendo que como prestadora de serviço errei em confiar no SER HUMANO – é, gente. Não confie. Aprendi a lição e tirei essa categoria do meu trabalho. Passei um ano amargando essa situação, perdida, ainda com o desejo intenso de conquistar meu espaço por meu trabalho. Tive muitos sucessos, tive calotes – faz parte, infelizmente. Cobrando ou não.

Muita coisa pode acontecer quando você não para para planejar. É preciso ter atitude, razão, emoção e muita coragem, além de força para aguentar os ventos contrários, mas antes de dar qualquer passo, pesquise o mercado, veja o que pode oferecer de diferente, analise suas ações, planeje detalhadamente, engula a ansiedade, busque profissionais capacitados para te orientar, faça tudo CONFORME A LEI até mesmo para amigos, indicações de amigos ou família. Infelizmente, posso acrescentar que aprendi da PIOR FORMA POSSÍVEL, mas, não desista do seus sonhos, seja ser um blogueiro, youtuber – se você tiver conteúdo e algo para oferecer, artesão, fotógrafo ou qualquer outra área que envolva arte e criatividade. Sim, vão dizer que você precisa de um emprego, porque ninguém entenderá o TRABALHÃO QUE DÁ ter sua própria empresa, vai ter que estudar muito e parar de levar seus projetos de qualquer jeito. Mas quando você se der conta que tudo que você sonhou está realmente acontecendo, nada mais vai importar e só terá impedimentos se acreditar que todos os obstáculos no caminho são impossíveis de resolver.

You Might Also Like