Destaque Textos

Não sou o amor da sua vida

Desculpa, mas eu não sou o amor da sua vida. Eu não sou aquela garota que vai mudar e te colocar de cabeça para baixo. Sou apenas mais uma e não quero ser algo mais. Estou colecionando aventuras, vivendo da minha forma louca e imprevisível e não posso preencher o papel cheio de expectativas de ser aquela que vai fazer seu coração bater diferente, te mudar e ser a única que enxergue no meio de uma grande multidão.

Eu sou aquela que está com a blusa vazada, um sutiã aparecendo, um copo de bebida na mão, suada e cantando a pleno pulmões a minha música favorita. Aquela que vai te perguntar se tem algum isqueiro ou se conhece um número de táxi confiável. Aquela que não vai beber o que você oferece, vai se manter na cerveja gelada e sorriso no rosto por toda noite. Posso até ir embora com você, mas quando o sol nascer, estarei seguindo o meu caminho sem você.

Sou louca, sem rumo, curtindo, vivendo, amando, me apaixonado, sentindo, mergulhando em penhascos, me jogando de cabeça, aproveitando a queda livre para conhecer o mundo, buscar novos caminhos, ter histórias para contar. Não posso ser o amor da sua vida agora. Sou o amor da minha.

Carrego na minha mochila surrada um diário com nomes de todos que poderiam me amar, mas sei que não é a minha hora, porque agora, tudo que preciso é de mim mesma, de conhecer a minha força, de saber até onde posso ir e porque preciso ser minha antes de ser de alguém. Quero te abraçar sem medo de me perder, quero me entregar sem me despedaçar, quero ser dona da minha razão para poder compreender as suas razões.

Não posso ser o amor da sua vida. Sinto muito.

You Might Also Like