Empreendedorismo

Criei um blog e agora?

Todo mundo quis ter, já teve ou pensou em ter um blog. Talvez não na mesma intensidade que estão surgindo youtuber por aí, mas certamente depois que blogueiro se tornou uma coisa popular, muita gente achou que seria legal fazer parte também. E aí, como toda profissão, tem aquelas pessoas que se “prostituem”. Diariamente vejo blogs que me pergunto se aquela pessoa sabe porque tem, do que ela fala e porque sente que aquele espaço merece ter um pouco de atenção e uma gama de leitores. Fico preocupada porque agora a concorrência tornou-se tão desleal que as pessoas estão atacando qualquer loja por parceria. Elas sequer pensam em produzir um conteúdo legal para  que aquela marca considere que vale a pena ter a imagem do seu produto vinculada. Todos os dias recebo e-mails de outras blogueiras reclamando que é difícil conseguir parceria, difícil monetizar seu blog porque os acessos não são o suficiente – e sequer param para estudar como o adsense realmente funciona. E aí, pergunto: Criou um blog! E agora?

Muitas meninas desejam profissionalizar seu blog, fazer dele sua fonte de sustento e seu trabalho principal. Apoio totalmente, mas, em primeiro lugar: será que essa é realmente a sua profissão? Porque blogueira também precisa escrever bem – ninguém está pedindo aquela pessoa que terá a escrita digna da academia de letras, mas vejo erros de português que são de escrita e não de digitação que me deixam tonta. E eu sei que minha escrita não é perfeita, sou muito insegura e o que eu fiz? Chamei uma revisora de texto para me auxiliar quando estiver em crise. Outras querem ser youtuber, mas não conseguem falar o português corretamente, tem vídeos que paro e fico: o que ela quis dizer com tantos vícios de linguagem no meio? Estou confusa. E é chato fazer esse tipo de postagem porque parece que estou com quatro pedras na mão, porém, tudo que eu vejo é que pessoas querem ser estrelas e não comunicadoras, que possam trazer certa influência. Querem brilhar e ganhar coisas, mas não querem trabalhar para isso. Vejo blogueiras de moda conseguindo roupas e mais roupas e só postam no instagram o look, fazem um post imenso cheio de fotos e nenhuma explicação, nenhum valor agregado, NADA SOBRE AQUELA TENDÊNCIA. 

Se você quer ser famosa? Não precisa ser uma blogueira. Ter um blog é muito mais que passar o dia assediando lojas por parceria. Está além de ficar postando recebidinhos e nunca criar um conteúdo sobre aquilo. Se você quer ser blogueira só pelo bônus, sem pensar no ônus, está no caminho e na profissão errada. Iniciei um processo de coaching sobre vida profissional que me fez abrir os olhos para essa quantidade insana de meninas desejando o impossível, o lifestyle que muitas blogueiras “pregam”, como diz minha amiga, todo mundo quer ser Taciele, sem pensar no quanto a Taciele Alcolea mudou e batalhou para estar onde estar. Acham que construiu a casa dela, conquistou seu apartamento e todas as outras coisas porque é bonita? Em seu canal, se reparar bem, quase todos os seus produtos recebidos estão inseridos no seus vídeos. Ter blog ou ser youtuber não quer dizer que será a profissão mais fácil do mundo. É preciso estar, profissionalizar, registrar (não pode copiar o post do amiguinho), fazer conteúdo genérico e mais ainda: é preciso gastar uma graninha para manter todas as coisas funcionando, então, antes de ganhar, é preciso investir.

Obviamente, há muitas meninas com um talento para o negócio que fico chocada e com vontade de aplaudir de pé. E como ninguém nasce sabendo, percebi muita força de vontade por parte da maioria, decidi que iria compartilhar as tretas que sei, brincadeira, o conteúdo que sei sobre criar um blog do zero e tudo que ele pode necessitar no caminho, assim como várias dicas preciosas para não desistir com as muitas adversidades do caminho. Se você tem o interesse de aprender como fazer o seu blog tornar o seu pequeno empreendimento, comenta aqui e deixa as suas maiores dúvidas, porque assim quem trabalha comigo aqui no espaço do caos poderá elaborar melhor as próximas postagens aqui do empreendedorismo. Te aguardo, viu?

You Might Also Like